E se não pudesse delegar?

Prática comum: "devemos todos fazer isso..."; "ninguém resolve aquilo..."; "alguém tem que...".

Nessa situação, prefiro me perguntar: o que fazer pra eu mesmo resolver esse problema? Se ele é realmente importante pra mim, qual é a melhor forma de eu contribuir diretamente? Se ele não é importante, por que deveria me preocupar?

Trabalhando em grupo, evito ao máximo delegar. Autonomia e liberdade, no limite, é sobre cada um fazer o que quer. Sugerir o que pode ser feito é uma coisa. Dizer o que o outro deve fazer é uma forma de oprimir.

Delegamos por medo de enfrentar nós mesmos. Nossa incapacidade de fazer, nossa imaturidade, nossa incompetência, nossa preguiça, nosso preconceito com trabalhos "menores", nossa presunção por acreditar que o outro deve receber nossas ordens, já que é incapaz de saber o que fazer.

Empreendendo o Nós.vc, desenvolvemos uma regra: nunca delegue trabalho a alguém. Se quiser que seja feito, faça. Vale pedir ajuda. Mas cada um escolhe o que quer fazer. E assim trabalhamos com o que realmente nos importa e nos motiva de verdade. Se algum trabalho não foi feito, é porque ninguém quis fazer e ele não é tão importante assim. Se um trabalho for essencial, será feito por quem quer resolver. O que é muito melhor do que ser feito por obrigação.