Silencie as distrações

Todos temos muito a dizer, todos estamos gritando em nossas palavras e ações. Com tanto barulho, deixamos de ouvir a nós mesmos e assim nos distraímos de nossos propósitos.

Não expressamos nosso pleno potencial porque alimentamos internamente uma suposta pressão externa. Criamos, ouvimos e alimentamos distrações. O medo de faltar grana, de ser desajustado, de falhar, decepcionar. A grama mais verde do vizinho. O medo de conseguir e mudar tudo.

Precisamos criar nossos espaços para silenciar as distrações. Pode ser um espaço físico. Uma mesa bem ajustada, a própria caverna. Pode ser um tempo. Pode ser só uma solidão confortável.

Ao criar nosso espaço silencioso, livre de distrações, nos blindamos. E abrimos espaço para o que realmente desejamos criar e expressar nesse mundo. Silenciar as distrações é criar um refúgio de paz ao longo do processo.