Nada começa dando certo

Quando a gente vê as coisas acontecendo, raramente se lembra de como elas começaram.

Nos inspiramos, admiramos, nos conectamos. Achamos que as coisas incríveis são assim. Começaram linearmente dando certo.

Mas não. As histórias por trás do sucesso - seja lá o que isso significar pra você - são sempre cheias de incertezas. E, às vezes, a certeza de que não vai dar. São sempre pobres de glamour e recheadas de um trabalho persistente de formiguinha.

Todo mundo sabe que Jobs começou na garagem, que Gates e Zuckerberg também. Mas quase ninguém está realmente disposto a começar por baixo. Não precisamos de mais uma Apple, Microsoft ou Facebook. Mas precisamos de novos e humildes empreendedores que estão menos preocupados em assinar “CEO” embaixo do nome e mais preocupados em entregar o que importa através de suas artes.

Quando estamos realmente engajados na nossa entrega, vibramos com cada pequeno passo. E aceitamos que nada começa dando certo. Tudo começa pequeno, torto e lindamente cheio de potencial.

"Platéia animada de 18 pessoas dançando ao som dos Beatles, em Aldershot, Inglaterra, circa 1961, um ano e meio antes da fama. Todo mundo começa pelo começo. Apenas comece." - Da querida Rafa Cappai.

"Platéia animada de 18 pessoas dançando ao som dos Beatles, em Aldershot, Inglaterra, circa 1961, um ano e meio antes da fama. Todo mundo começa pelo começo. Apenas comece." - Da querida Rafa Cappai.