O texto que não escrevi

O artigo de ontem atrasou. Foi publicado nas primeiras horas de hoje. O de hoje não é meu. Mas gostaria de ter escrito. É carnaval.

Na quarta-feira passada, rolou o lançamento de 16 novos negócios e o encerramento do LAUNCH!, o curso que criei pra você tirar do papel o projeto que sempre sonhou. Em um mês.

Na plateia recheada de familiares e amigos, estava o Tales. Escritor LGBT Zen e criador do Ninho de Escritores, ele nos presenteou com uma "facilitação literária" que traz suas impressões sobre o que aconteceu no último dia 11.

Muito obrigado, querido Tales! Que olhar e que sensibilidade. Compartilhar é estar a serviço. Sinto que você está construindo com passos firmes essa caminhada ao entregar pro mundo seus valores. Forte abraço!

Ah, e pra você, querido leitor, aqui vão as deliciosas palavras do Tales, o texto que não escrevi neste domingo de carnaval. Obrigado por estar por aqui.

O texto, não escrevi. E a foto não é do lançamento. É da última aula, dois dias antes. 

O texto, não escrevi. E a foto não é do lançamento. É da última aula, dois dias antes.