Não gosto de fazer, gosto de ter feito

"Eu não gosto de escrever. Eu gosto de ter escrito." Essa é do Luis Fernando Veríssimo.

Imagino o quanto ele escreveu pra ter feito tanto texto, livro, conto.

A verdade é que eu também não gosto de fazer. Gosto de ter feito.

Fazer é trabalhoso e bagunçado. Ter feito é leve e libertador.

Fazer da medo. Ter feito dá orgulho.

Ter feito é tão gostoso, mas tão gostoso, que só os poucos que fazem podem sentir.