Não faça nada

Eu que quase todo dia boto uma pilha pra fazer algo, hoje, quero fazer diferente.

Sugiro que a gente não faça nada. Tão importante quanto fazer algo é simplesmente não fazer. Tranquilamente.

Quando descobri que "negócio" significa "negação do ócio", passei a gostar menos dessa palavra.

É ótimo estar em movimento e também preservar o descompromisso, o tempo verdadeiramente livre.

O ócio é prazeroso. Está aí pra ser desfrutado. Vamos aceitá-lo e ficar em paz com ele e com a gente mesmo?

Neste sábado, clique aqui e ganhe um presente. Cortesia do amigo Marcelo Bohrer.

Hoje eu não vou fazer absolutamente nada.

Hoje eu não vou fazer absolutamente nada.