Escolha objetivos difíceis

Objetivos fáceis não são desafiadores, não são motivantes e não nos satisfazem.

Objetivos difíceis são sedutores, instigantes e muito menos frustrantes do que pensamos.

Mark Murphy trouxe: as pessoas que definem objetivos difíceis pra si são mais realizadas do que as que definem objetivos fáceis.

Os bons Hard Goals (Objetivos Difíceis) são:

Sinceros - Têm uma forte ligação emocional. Uma “coceira existencial”.

Animados - Motivados por uma visão clara. Aquele filme que fica passando na sua cabeça.

Necessários - Imbuídos de um senso de urgência. Você não tem outra escolha, a não ser começar a agir aqui e agora.

Árduos - As maiores conquistas vêm dos desafios mais duros. Elas te fazem se sentir mais forte, esperto e realizado.

Se não têm essas características, são objetivos fáceis, "desistíveis", e não Hard Goals.

Aprendi com a Gabi Brunazo, uma das vencedoras do Startup Weekend Education Floripa 2015.