Como empreender sem dinheiro?

Um dos maiores empecilhos ao empreender é a falta de dinheiro para começar.

Corrigindo, leia pausadamente. Um dos maiores empecilhos ao empreender é acreditar que precisamos de dinheiro para começar.

Existem alguns jeitos de lidar com esse problema.

O mais tradicional é seguir o caminho comum, buscar algum investimento, empréstimo, arriscar ou torrar as economias.

O mais comum é pensar muito e fazer nada, esperando o dinheiro surgir, um dia.

O meu preferido é começar sem dinheiro mesmo, mudar e evoluir no caminho. Aprender o que falta empreendendo e quebrar essa crença.

A maioria das pessoas cristalizou a cruel ideia de que precisamos gastar uma grana pra começar a empreender.

É cruel porque exclui. Reforça a ideia de que quem tem dinheiro pode criar mais. E quem não tem, não pode.

Não é verdade. Precisamos muito mais de coragem e humildade do que de dinheiro para começar a empreender.

Precisamos de coragem para assumir as rédeas da ideia e transformá-la em ação. Pra suar, sujar as mãos e fazer acontecer. Com as ferramentas e conhecimentos que já temos. E não com o que não temos.

É preciso ter coragem para nos lançar, fazer diferente, nos jogar no desconhecido. Mesmo não estando prontos, mesmo não tendo capital pra isso.

Deixamos de ter coragem quando erramos na dose de certeza que desejamos. Queremos a garantia de que vai dar certo. Não teremos. Empreender não é garantido. É uma aventura cheia de desafios e possíveis conquistas.

Outra coisa que temos que ter mais do que dinheiro é humildade. Para fazer pequeno, da forma mais simples, enxuta e barata possível. É necessário aceitar que o seu protótipo não é o ideal, mas é o suficiente, por hora. Depois, podemos ir melhorando pra chegar mais perto do ideal.

Temos que ter humildade para assumir que não somos especiais ao ponto de lançar, de primeira, o projeto perfeito, reconhecido e lucrativo. Ele pode vir a ser. Mas, pra começar, não será.

Pelo menos, tanto coragem, quanto humildade, é de graça. Dinheiro é caro.

Quando você começa gastando, você assume uma dívida. Em algum momento o dinheiro que você investiu vai ter que voltar, de alguma forma, e você vai pagar caro por isso.

Não há nada pior do que começar no prejuízo. Se fazer dinheiro é trabalhoso, pagar uma dívida é ainda mais. Isso só traz pressão e medo. E, com medo, fica muito mais difícil aproveitar a jornada e evoluir o seu projeto.

Por isso é tão importante iniciar seu negócio com investimento zero. Depois de validar sua ideia, pode até ser que faça sentido investir em algo. Mas o seu negócio deve primeiro fazer dinheiro, e não gastar.

Não precisamos torrar rios de dinheiro pra começar. Precisamos de coragem e humildade. É cada vez mais viável se encher de coragem e fazer você mesmo. É cada vez mais possível começar pequeno e melhorar depois, humildemente.


PS.: O LAUNCH!, programa de um mês para lançar seu projeto significativo, está com inscrições abertas! É pra você que quer transformar ideia em ação, começando pequeno e fazendo você mesmo.