O salto de fé

Demissão, iniciativa, decisão, mudança, fim, começo, essa coisa tem várias formas.

Intuição, teimosia, sensação, aposta, coragem, essa coisa tem vários nomes.

Você não consegue ver o que está lá. Mas, de alguma forma, sabe que existe alguma coisa lá.

Sim, dá medo. Pavor. De perder tudo, de dar errado, de se arrepender e não poder voltar atrás, do desconhecido.

Mas não há dúvida: há um outro lado, tem algo aí, que só será visto quando o salto for dado, no vazio mesmo.

“Salto de fé” é uma das minhas expressões favoritas.

Um pulo, um avanço, um algo a mais que muda todo o jogo, que transforma nossas vidas.

Uma ação que é baseada em fé. Não há chão firme, há algo maior: a certeza de que algum chão vai nos amparar.

E é só quando a gente dá o salto que o chão aparece. E a fé mostra porque era fé, e não apenas um achismo.