A melhor pesquisa de mercado é o seu negócio na rua

Há uma diferença brutal entre dizer que compraria e, de fato, desejar a ponto de pagar por isso.

No começo do Nós.vc, nós fazíamos uma votação antes dos cursos serem lançados. Você quer que este curso exista? Vote.

Descobrimos no primeiro mês que 300 votos não representavam 300 inscrições. E mais, quando o encontro ia mesmo acontecer, quem se inscrevia na maioria das vezes nem tinha votado. Os que votavam não necessariamente se inscreviam.

Ou seja, a gente podia simplesmente abrir as inscrições. Se alcançássemos um número mínimo de inscritos que viabilizasse o encontro, ele acontecia.

Quando o passo é muito arriscado, faz sentido pesquisar, ponderar, planejar, perguntar.

Quando o passo é pequeno, curto, barato, dá pra lançar e ver quem compra.

Os negócios em estágio inicial são flexíveis e ágeis o suficiente para dar um passo pequeno e experimentar.

Nenhuma pesquisa de mercado acerta tanto na mosca quanto o próprio serviço ou produto sendo ofertado, abertamente, pra quem quiser.

Se vender, ótimo. Se não vender, vem um importante aprendizado: é necessário mudar algo.