Não se preocupe com problemas que não existem

Sabe o que significa se preocupar? Significa se ocupar antes da hora. Pré-ocupar.

O mais curioso é que, como se não bastasse estarmos (muito) ocupados no dia-a-dia, estamos nos ocupando por antecipação. Vivemos tentando antecipar o futuro. E esquecemos do presente.

"Como vou fazer dessa ideia um negócio?" Você ainda não fez um protótipo, nunca experimentou executar a ideia. Teste primeiro.

"Como vou escalar essa produção?" Você ainda nem começou a produzir. Comece a produzir primeiro.

"Como vou vender pra mil pessoas?" Você ainda não vende pra dez. Venda pra uma pessoa primeiro. E, depois, pra segunda.

Empreender exige a sensibilidade de cuidar dos problemas verdadeiros, na medida em que eles batem à porta. E deixar os problemas que ainda não chegaram pra depois.

É claro que existem mil coisas a serem feitas. É claro que você poderia tentar se antecipar, ser precavido. Mas isso tira o foco do que realmente importa: a realidade.

E mais, é possível que boa parte dos problemas previstos não se confirmem. Eles podem nem existir, no futuro. Talvez você aprenda algo que torne "vender para mil pessoas" um problema irrelevante. Ou, até, uma solução.

Neste momento, sua visão está lá na frente. Mas a realidade, em geral, é diferente do futuro imaginado. É preciso não alimentar os falsos problemas. E entregar valor real ao resolver os problemas que estão vivos aqui e agora.