Conectando os pontos

Eu já contei aqui a história da Vivi. Hoje, eu fui presenteado com mais um capítulo.

A vida é mesmo como aprender a dançar tango. Só precisamos fazer duas coisas: começar e continuar.

A Vivi começou anotando tudo em post-its. Depois, canecas. E, agora, faz anotações incríveis de palestras.

Ela fazias as próprias anotações. E foi aprimorando. Feito é melhor que perfeito.

É disso que eu estou falando quando digo que a gente até pode ganhar dinheiro com nosso hobby, mas precisamos entregar valor real. Resolver o problema de alguém.

Uma coisa vai puxando a outra, vai se desdobrando e a gente vai encontrando formas. O caminho se faz ao andar.

Com passos de bebê.