Os quatro compromissos

Há mil anos atrás, onde hoje fica o México, existia um povo muito sábio, os Toltecas. Esses caras foram dizimados pelos europeus colonizadores. Alguns fugiram. Ficaram como legado quatro princípios que os conduziam para uma vida repleta de energia, felicidade genuína e amor. É o que diz Don Miguel Ruiz, autor de Os Quatro Compromissos. Eles são atemporais e universais, tirei da orelha do livro:

Seja impecável com a sua palavra. As palavras têm imenso poder e não devem ser usadas de modo leviano. Diga apenas aquilo em que acredita, usando corretamente sua energia. Fuja de mexericos e de comentários negativos.

Não leve nada para o lado pessoal. Quando alguém fala de você, está na realidade expondo a si mesmo. Não absorva insultos e não se deixe levar por adulações. Aprenda a se tornar imune às opiniões alheias.

Não tire conclusões. Atenha-se apenas à realidade imediata e concreta. Seja sempre claro e transparente e exija que os outros também o sejam, ignorando o que há de nebuloso ou mal explicado.

Sempre dê o melhor de si. Em qualquer circunstância, mesmo nas situações mais insignificantes, faça o melhor: nem mais, nem menos. Rejeite sacrifícios ou esforços extenuantes: faça o que puder, da melhor maneira possível.