Faça com mais gente

Tenho uma ideia ótima. Essa sim. Mas ela tá quase fazendo aniversário na gaveta. Não sai do papel. Me envolvi com outras coisas, não priorizei, me embananei, arrumei desculpas e me autossabotei.

Mas cansei disso e tomei uma atitude. Em dois dias fiz dois skypes e arrumei dois sócios pra ela. Pessoas espetaculares que já abraçaram a ideia. Eles são os melhores do universo - do meu universo, têm habilidades complementares, são fazedores, inteligentes, só vantagem. Agora, são donos da ideia e responsáveis por fazê-la acontecer, como eu.

Estou feliz porque essa ideia nunca esteve tão perto de se tornar realidade. Ela ganhou uma vida como há meses eu não via, enquanto só estava na minha cabeça. Foi só sair de mim que se tornou um pouco mais real. Ainda falta muito. Mas há bem mais chances de se concretizar agora, com mais gente compartilhando o mesmo sonho.

Fazer sozinho é muito mais difícil. Afinal, é muito mais fácil a gente se autossabotar. Sabotar o outro pega mal. E por isso você vai acabar fazendo, se dedicando, ou se queimando, quando se compromete com alguém.

Sua ideia não sai da gaveta? Talvez faltem pessoas trabalhando contigo. E, pra isso, é preciso se abrir, pedir ajuda, procurar pessoas, compartilhar e saber mudar. Com mais gente no barco é possível que tenha que desistir de algumas ideias pré-concebidas, abrir mão, ceder, ouvir e, assim, ganhar muito.

Fazendo com mais gente você aprende mais, você se engaja mais e, assim faz mais. As redes se ampliam, as possibilidades, as soluções, os horizontes. Mas é preciso respeitar o tempo do outro, o sonho do outro. Os desejos dos sócios não podem ser mais, nem menos, importantes que o seu. Todo sonho tem que caber no mesmo projeto para que faça sentido trabalhar junto. É um exercício e exige esforço. Mas não mais que fazer sozinho.

Meu aprendizado do dia é: faça com mais gente. Fazer com mais gente é um presente.