Um é melhor que zero

Zero é o que temos antes de começar.

É o ponto em que nos encontramos enquanto sonhamos com mil ou milhões.

Zero é o impacto que geramos no instante em que só desejamos mudar o mundo.

É o tamanho do valor que entregamos no momento em que ficamos planejando.

Zero é a nossa humilde e verdadeira realidade que evitamos encarar.

E como sair dele?

Há um jeito simples, porém ainda mais evitado. Saímos do zero dando um pequeno passo em direção ao um.

Um é a desprezível quantidade de clientes que achamos que temos. Porque sempre precisamos de mais.

Um é o fracasso que enxergamos quando quase ninguém se importou com nossa criação, nosso serviço, nosso trabalho. Porque só um é muito pouco.

Um é nosso verdadeiro tamanho quando acabamos de começar. E é muito melhor que zero.

O caminho para alcançar dois, cinco, cem, mil, ou um milhão é cuidar, respeitar e cultivar primeiro um. Depois mais um. Um de cada vez.

Porque para chegar a qualquer quantidade, e qualquer qualidade, é preciso ter primeiro zero. E, depois, um.

Não é óbvio. Está todo mundo pensando em um milhão. Cego, iludido, deslumbrado com o que não tem, e insatisfeito com o que tem.

Mas ninguém chega em um milhão sem ter, primeiro, um.

Este um, que merece nossa profundidade, nosso cuidado, nossa atenção, nosso respeito e nosso valor.

Este um, que é infinitamente maior que zero, onde nós estamos agora.

E que somado a mais um já vira dois. O imenso dobro de um. E ainda muito maior que zero.

Inspirado por este vídeo de Gary Vee.