Sobre "atenção"

Em um mundo cheio de estímulos, ser digno de atenção é um privilégio.

Mas devem existir vários tipos de atenção. A melhor é aquela que vai além da urgência efêmera. 

Comunicar e vender gritando "agora ou nunca" gera um tipo de atenção intensa e pontual.

É incômoda e agressiva. Damos atenção porque somos interrompidos e impelidos a aproveitar uma oportunidade passageira. 

Mas, se você cria uma relação cuidadosa ao longo do tempo, entregando valor disciplinadamente, tecendo uma relação, sendo notável e generoso, seus gritos de venda soam como convites.

São dignos de atenção porque você é digno de ser ouvido.

Uma atenção baseada na relação é como uma chance pra nos conectarmos e seguirmos alimentando uns aos outros.

Se a nossa relação é valiosa, ela é digna de atenção. E isso é muito valioso.