Faça uma pequena entrega por dia

"Descubra qual é o seu pequeno pedaço diário de trabalho e, todos os dias, não importa o que aconteça, certifique-se de que ele será feito." - Austin Kleon.

É difícil manter um projeto por muito tempo.

Anos, meses e semanas são tempo demais para se concentrar em uma coisa só. São tempo suficiente para desanimar, entrar no platô dos projetos e desistir. Dá pra retomar, perder o ritmo, mudar de ideia, se esquecer.

Prazos longos são um prato cheio para a procrastinação. Com muito tempo, temos mais chances de nos apegar ao passado, nos frustrando com o que não fizemos. Ou planejarmos excessivamente o futuro, criando ansiedade pelo que há por fazer.

Períodos extensos de trabalho deixam o processo nebuloso, nos fazendo perder a noção dos avanços e dissolvendo as pequenas recompensas ao longo do tempo. Parece que, mesmo fazendo algo por muito tempo, não estamos fazendo nada.

Mas um dia, não. Um dia não é pouco, nem muito. O dia é um período de tempo com começo, meio e fim claros, bem marcados pela luz do dia e a escuridão da noite.

O limite do dia dá um prazo preciso. Você vai se levantar no começo do dia e dormir ao fim dele. Então, é melhor fazer o trabalho enquanto estiver acordado.

Por isso, o dia é uma preciosa unidade de tempo no processo criativo.

Se o seu objetivo é escrever um livro, criar um negócio, fazer uma viagem ou realizar um sonho, divida as tarefas em pequenas partes. Primeiro, em duas partes. Depois, cada pedaço em mais dois. E assim por diante, até você ter várias atividades realizáveis, que cabem perfeitamente em um dia de cada vez.

Faça uma entrega por dia, todo dia. Ela deve ser clara, objetiva, finita, explícita. Uma tarefa começa com um verbo, tem um limite razoável, é possível de ser feita. Não há porque fugir.

Escrevo e publico todos os dias. Às vezes, não curto, é só uma frase, uma citação, um vídeo. Eventualmente, são textos que as pessoas lêem, gostam, compartilham, agradecem. Nem tudo é maravilhoso, mas todo dia é feito e entregue.

Essa semana fiz um índice com todas as publicações, desde janeiro de 2015. Me dei conta de que já tem muita coisa. Mas, pra mim, foi só um pouquinho por dia.

Crie afazeres diários que dão aquela sensação boa de missão cumprida. Ao longo do tempo, eles vão formando um trabalho consistente. E amanhã é outro dia.