Noites de domingo

Já odiei muito o encerramento do Fantástico, que hoje, nem assisto. Noites de domingo já foram o segundo pior momento da minha semana, porque antecediam as campeãs manhãs de segunda.

Quão estúpido é odiar um dia? Ele vai se repetir a cada sete, inevitavelmente. Eu devia odiar meu trabalho, minha vida, eu mesmo, mas não um dia.

O problema nunca foi a segunda-feira. Era muito pior, o problema era sofrer por cinco dias para poder "aproveitar" desesperadamente por dois. Uma oferta irrecusável, uma troca que aceitei e tantos de nós aceitam.

Nossa rotina é reflexo das nossas escolhas. E, no fim das contas, a vida que vivemos é o que acontece dia após dia, de segunda a segunda.

Boa semana.