Profissões em 1992

Está colado no meu caderno da primeira série.

“Todas as pessoas precisam trabalhar para viver.”

Mentira. Trabalhar pra viver? Prefiro viver e, de vez em quando, trabalhar.

Tem um monte de gente que não trabalha e vive. É perigosíssima a ideia de que somente as pessoas que trabalham são dignas à vida.

“Elas recebem, no final de cada mês ou de cada quinzena, uma quantia de dinheiro, ou seja, um salário.”

Vivo há cinco anos sem salário. Estou mais em paz do que quando vivia com. Essa verdade caiu, primeira série.

“Todo trabalho é útil e importante.”

Mais uma falácia. Cansei de fazer trabalhos inúteis e desimportantes. Principalmente quando “trabalhava para viver”.

“Cada pessoa tem uma profissão, isto é, um trabalho para fazer.”

O mundo mudou muito mesmo. Tem tanta gente com tantos trabalhos diferentes. E tanta gente sem emprego algum...

“Aqui, no Brasil, existem vários tipos de profissões.”

Vários tipos? Ainda não, 1992. Espere 2016 chegar.