Na dúvida, conecte-se

“Na dúvida, conecte-se.” - Seth Godin.

Há mais disposição pra ajuda do que imaginamos.

Existem mais recursos do que podemos enxergar.

As pessoas são mais generosas do que competitivas.

Intenções só começam a pegar fogo quando a gente confia nos outros e compartilha.

Abre mesmo. Sem medo. Sem superstição. Sem desconfiança.

Não importa qual seja nossa necessidade, nossa dor, nosso desafio, para todas as situações, precisamos nos conectar.

Nos conectar é pedir ajuda, abrir portas, restaurar relações.

É ajudar alguém, entregar valor incondicionalmente, cultivar laços.

Conectar é confiar, se jogar na rede, acreditar que somos mais inteligentes quando trocamos do que quando criamos escassez artificialmente.

Os problemas que realmente precisamos resolver são urgentes. Vivemos em um mundo que tem intolerância, opressão, solidão, aquecimento global, depressão e fome.

A gente não pode mais querer resolver isoladamente, presos em nossas bolhas. Precisamos de mistura, inclusão, polinização cruzada, bagunça criativa.

Por isso, vamos nos conectar. Nos abrir, tomar cafés, perguntar genuinamente sobre o outro, ir para além do nosso bairro, da nossa cidade, dos nossos canais favoritos no Youtube.

As dores que vem das nossas diferenças desafiam nossa capacidade de tolerar. Mas não tem jeito, a gente tem que conseguir incluir, fazer junto, fazer diferente, fazer complementar.

Estamos todos nesse mesmo “pequeno ponto pálido azul”, na mesma casa.

Conexão gera confiança, essa energia que nos falta para voltar a ter esperança e energia.