Saber fazer

Para ter autonomia é preciso saber fazer.

Com as próprias mãos, sem ter que esperar, pagar ou convencer ninguém.

É claro que fazer com mais pessoas é, em geral, mais seguro, divertido, às vezes produtivo.

Mas conseguir fazer é poder. Ser capaz é tão importante do que fazer de fato. Dá confiança, amplia as possibilidades, faz a gente ter mais liberdade criativa.

Mas aprender a fazer não é simples. Toma tempo. É prática, experimentação. É mensurável, tem curso, livro, gente pra aprender. Custa energia.

Vale a pena. Saber fazer é a base pra dar nossa contribuição nesse mundo e tocar nosso barquinho.

Fazer é técnico, prático, tangível, entregável, real.

O planejar é idealizado, teórico, intangível, fica no papel, é sonho.

Planejar é importante, é claro, mas o que faz acontecer é o saber fazer.

O fazer é que muda o jogo.