Desistir

Pra fazer acontecer, outras coisas precisam deixar de ser feitas.

Um novo espaço só é aberto quando o velho espaço ocupado deixa de existir.

Desistir é uma arte.

Porque nos faz lidar com nossas projeções de futuro. Aquilo que sonhamos vai ter que morrer e se transformar em outra coisa.

Desistir nos faz lidar com a frustração de deixar algo pela metade. Nos faz questionar se realmente somos capazes de, não somente começar, mas finalizar.

Acabar com um projeto é cuidar dos envolvidos. Não deixar pontas soltas. Reconhecer o caminho andado, aprender e seguir.

Desistir é desapegar do que poderia ser. E aceitar o que é.

Incompleto. Frustrante. Desajeitado. Cheio de aprendizados. Da próxima vez, será melhor.

Desisitir é abrir espaço pra outra coisa nascer.

Criar é, essencialmente, um exercício de desistência, recomeços e evolução.